513

Will Guthrie, Loraine James e Tara Clerkin Trio na programação de fevereiro da ZDB

| Fevereiro 1, 2022 9:15 am

Da improvisação livre aos valores emergentes do jazz e da música eletrónica do Reino Unido, são muitas as propostas que a Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, tem para oferecer no mês de fevereiro.

O programa de música arranca no dia 4 com a artista multidisciplinar portuguesa Odete, que apresentará o seu mais recente álbum The Consequences of a Blood Languageum dos melhores de 2021 para a equipa da Threshold Magazine — na companhia do coletivo 00:NEKYIA, que estará responsável pela dimensão visual do espetáculo. Na mesma noite, BLEID e Ecstasya encarregam-se de aquecer a pista.

No dia seguinte, a 5 de fevereiro, é a vez de Castilho — conhecido pelo seu contributo em projetos como Savanna ou Ditch Days — dar a conhecer os temas que compõem Today we’ll be the lucky ones, a estreia em longa-duração do músico natural de Viseu.

A 11 de fevereiro, o percussionista australiano Will Guthrie, um dos mais respeitados nos campos da improvisação moderna, traz consigo os ritmos que marcam People Pleaser Pt. II, o mais recente trabalho do músico sediado em Nantes. Para a primeira parte, Teresa Castro (Calcutá) e Emil Saiz apresentam o material que andaram a desenvoler durante a residência da ZDB em Madrid.

Loraine James, cujo talento tivemos a oportunidade de experienciar in loco na oitava edição do festival vimaranense Mucho Flow, assinala a sua estreia em Lisboa com uma atuação no dia 12 de fevereiro — Reflection é o segundo e mais recente álbum da produtora de Londres, que teve em For You and I o melhor lançamento de 2019 para a britânica The Quietus. Phoebe, o projeto do músico e produtor Bruno Trigo Gonçalves, cabecilha da transdisciplinar editora/coletivo  Troublemaker Records, é o convidado escolhido para cumprir a primeira parte da noite.

Para finalizar o mês em grande, um dos mais entusiasamantes projetos do novo e agitado mapa do jazz britânico: a 25 de feveiro, os Tara Clerkin Trio apresentam-se pela primeira vez em Portugal com um espetáculo na sala do Bairro do Alto. O grupo natural de Bristol, que cruza tradição e novidade num corpo idiossincrático feito de jazz, ambiente e sensibilidade pop, traz consigo o mais recente EP In Spring, considerado um dos 100 melhores lançamentos de 2021 para a distribuidora inglesa Boomkat, numa noite partilhada com o músico e compositor Pedro Almiro, ou seja, RAW SUN, que se prepara para editar o sucessor de Iodine Eye nos próximos tempos.

Consultem o programa completo de eventos (conversas, performance e artes visuais são outras propostas do ambicioso programa da ZDB para fevereiro) aqui.

Fotografia: Matilda Hill-Jenkins

FacebookTwitter