78

Os caminhos de Aires e Canadian Rifles voltam a cruzar-se em Sky-Wide, Fading

| Dezembro 1, 2023 9:00 am

Já lá vão oito anos desde que Aires e Canadian Rifles lançaram música juntos. Pânico-Ambiente, editado em 2015 pelo Colectivo Casa Amarela (CCA), foi o último registo publicado dos músicos madeirenses, hoje a residir no continente, e que desde então têm percorrido caminhos separados, explorando individualmente as linhas tangentes entre ruído, emoção e exploração eletrónica.

Agora, o duo volta a reunir-se para um novo lançamento, desenvolvido entre Lisboa e Madeira ao longo de várias residências artísticas, e que conheceu a luz do dia esta quinta-feira numa edição selada pelo CCA em parceria com a editora Eastern Nurseries, de Rui P. Andrade.

Segundo um comunicado, a produção de Sky-Wide, Fading – o título desta parceria – envolveu “várias fases de processamento sonoro e recolha”, entre “gravações de campo, orações e rituais perdidos” que o duo recolheu a partir do extenso arquivo sonoro da associação cultural madeirense Xarabanda, estabelecendo “paralelos entre o visível e o invisível, o real e o imaginado”.

“O resultado”, lê-se, “é uma colecção de peças melancólicas e densas, compostas por timbres obscuros, que se afastam das paisagens emotivas típicas da música de ambos”. “Igualmente entre a memória e o imaginário regional” está a componente visual do projeto, a cargo da artista Mafalda Melim.

A primeira apresentação de Sky-Wide, Fading decorreu esta quinta-feira no Centro Cultural John Dos Passos, no âmbito do Madeiradig 2023.

O disco encontra-se disponível para escuta e compra – em cassete e digital – através do Bandcamp. A masterização é de Owen Pratt.

Fotografia: Miguel Apolinário/APCA

FacebookTwitter