Voice Actor regressa a Portugal este mês para um concerto na Sala Lisa

| Junho 19, 2024 2:05 pm

Voice Actor regressa este mês a Portugal para um concerto. Depois da estreia no Out.Fest, em 2023, o projeto de Noa Kurzweil estreia-se em Lisboa a 26 de junho com um espetáculo na Sala Lisa.

Sent From My Telephone, compêndio que reúne 4 horas de música reparadora para voz e eletrónica ao longo de 109 canções, continua a ser o mote da passagem da artista belga por Portugal.

Leiam a crítica de Filipe Costa, assinada em fevereiro de 2023, em baixo:

“Publicado no último mês de dezembro, longe do escrutínio das listas de melhores do ano, Sent From My Telephone esconde um dos tesouros mais bem guardados de 2022: quatro horas e vinte minutos e mais de cem canções reunidas num único e inclassificável lançamento – editado em formato digital pela editora belga STROOM – onde se reconhecem ruídos, texturas e ecos de qualidade hauntológica, ambientes soturnos e uma apetência para a abstração corporizada em poemas de recorte hipnagógico.

Ordenado por ordem alfabética, o disco – que assinala a estreia do duo formado por Noa Kurzweil e Levi Lanser, ou seja, Voice Actor – é o comprimido ideal para noites longas e mal dormidas, um sonho lúcido conduzido pela voz sussurrante de Kurzweil, cujo inglês arranhado mas encantador espalha charme blasé por todo o lado. Audições assíduas e sem critério são recomendadas (modo aleatório não deverá desmantelar a continuidade dos temas), e os ouvintes mais empenhados serão recompensados com um conjunto de retalhos sonoros familiares, dos génios distantes de Su Tissue (“Pretty Lies”) e Badalamenti (“THE GREET”) aos ambientes urbanos de Burial (“Camden”), a voz ecoante de Lisa Gerrard (“Floating Signifiers”) ou o espírito eterno de Ian Curtis (“SILENCE”).

É uma obra indulgente e extremamente ambiciosa, esta que os Voice Actor cozinharam ao longo dos últimos três anos, longa mas estranhamente coesa, tanto na forma como no seu conceito. Um corpo exploratório onde os universos de Félicia Atkinson, Dean Blunt e Inga Copeland (por via do projeto Hype Williams) colidem num todo que é muito mais do que a soma das suas partes.”

Os bilhetes para o concerto em Lisboa, que terá a primeira parte de XCi, estão à venda através da plataforma DICE, pelo preço de 8 euros.

Cinco Discos, Cinco Críticas #78

 

FacebookTwitter